Buscar

Cuidados com os cães e gatos no inverno: Veja como proteger seu pet





Ao contrário do que pensam muitas pessoas, as estações mais frias do ano também podem afetar a saúde e o bem-estar dos animais. Apesar de muitos pets se sentirem menos incomodados e mais dispostos com as baixas temperaturas, ainda assim é preciso tomar alguns cuidados com os cães e gatos no período de inverno.


Isso porque, na maioria das regiões do país, os ventos gelados e a baixa temperatura aumentam os riscos de eles contraírem gripe, traqueobronquite infecciosa canina (tosse dos canis), dentre outras enfermidades. Animais idosos e filhotes são os mais suscetíveis, mas isso não quer dizer que os demais não devam receber atenção.


Afinal, que cuidados são esses? O que é preciso fazer pelos cães e gatos para que eles fiquem mais protegidos e confortáveis durante o outono e o inverno? Veja as dicas que separamos para você!


REDUZA A FREQUÊNCIA DOS BANHOS


Diminua a frequência dos banhos para que o seu pet não seja exposto a choques térmicos, nem perca a proteção natural da sua pele. E se for necessário banhar não esqueça: água deve ser morna, e você deve secá-lo muito bem para evitar a propagação de fungos e outros parasitas no pelo úmido.


Após o banho, só deixe-o sair à rua depois de, pelo menos, 30 minutos e, nos dias mais frios, procure não molhar o pet. Você pode, também, alternar banhos tradicionais com banhos a seco — existem produtos específicos para isso nos pet shops.


A prática da escovação diária é uma ótima opção para reduzir o número de banhos, uma vez que ela ajuda na limpeza do pelame retirando as sujidades e os pelos mortos aderidos, dando um aspecto de brilho e maciez, além do carinho promovido ao animal. Gatos também adoram ser escovados!


TENHA CUIDADO COM A TOSA


Os pelos são a proteção natural dos cães no inverno. Nas raças adaptadas às baixas temperaturas, a pelagem muda um pouco, ganhando uma camada espessa de pelos finos e plumosos bem rente à pele. Seja qual for a raça do seu pet, evite tosas muito baixas, preferindo apenas aparar as pontas dos pelos.





ATENÇÃO A ONDE SEU PET ANDA DORMINDO


As casinhas devem ficar em sentido oposto às correntes de vento, e você pode aumentar o conforto do seu pet com cobertores, mantas e colchonetes ou almofadas, facilmente encontrados em pet shops ou até mesmo em lojas convencionais. Essa dica também vale para os que dormem dentro de casa.


MANTENHA A VACINAÇÃO EM DIA


Manter a vacinação em dia é essencial para garantir a saúde dos pets no inverno. As vacinas os protegem de diversos patógenos, altamente contagiosos e causadores de doenças potencialmente fatais ou que deixam sequelas.


Nas estações mais frias, evite locais com aglomerações de animais. Para o passeio diário, procure sair nas horas de mais sol.


ESTIMULE OS EXERCÍCIOS FÍSICOS


Assim como nós, os pets também ficam mais preguiçosos no inverno e é bem possível que passem quase o dia todo na caminha ou na casinha. Porém, é importante que você estimule o pet a fazer exercícios físicos para manterem a saúde, a forma e, claro, se aquecerem.


Para aqueles pets que não gostam mesmo de sair de casa nos dias frios, use e abuse dos brinquedos dentro de casa.


AQUEÇA SEU PET COM ROUPINHAS


As roupinhas para pets são mais do que meros caprichos dos tutores. Para os cães pequenos, de pelagem curta ou não adaptados ao inverno, elas são uma ótima maneira de mantê-los aquecidos. Os gatos também precisam de proteção contra o frio, e as roupinhas podem ser ótimas aliadas na hora de esquentar seu bichano.


Apenas tome cuidado ao escolher o tecido da roupa, pois alguns pets podem desenvolver alergias à lã e a tecidos sintéticos, por exemplo. Se for o caso, procure as feitas de algodão ou soft, que podem provocar menos irritações.





DÊ ATENÇÃO PARA A ALIMENTAÇÃO


O cuidado com a alimentação deve ser durante o ano todo. Contudo, nas estações mais frias, algumas pessoas pensam que é preciso aumentar a quantidade de ração, sob a justificativa de que os animais precisam de mais calorias para se aquecerem. Isto está correto pois os cães também necessitam manter a temperatura corporal, com isto gastam mais energia e necessitam de uma maior ingestão alimentar, inversamente proporcional a temperatura ambiental.


Porém, o inverno na maioria das regiões brasileiras é ameno, minimizando essa necessidade. Evitar o sobrepeso e a obesidade é importante, pois são prejudiciais ao pet, e é fundamental saber quando o pet deve comer para manter o equilibro do seu organismo. O segredo é oferecer um alimento de qualidade, sempre.


Muito bem, agora você já sabe quais são os cuidados para ter com seu pet no inverno! Lembre-se de estar sempre atento ao seu comportamento e, qualquer alteração, procure entender o que se passa ou procure o Veterinário de sua confiança.






3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo